Você sabia que somos feitos de poeiras estelares?

"O cosmos está dentro de nós, somos feitos do mesmo material das estrelas. Somos uma maneira do cosmos conhecer a si mesmo."

Os primeiros elementos químicos responsáveis pela vida foram originados a partir da morte de uma estrela, é através da explosão de uma supernova que os elementos químicos necessários surgiram. Os elementos mais comuns, como carbono e nitrogênio, são criados nos núcleos da maioria das estrelas, fundidos a partir de elementos mais leves, como hidrogênio e hélio. Os elementos mais pesados, como o ferro, no entanto, são formados nas estrelas maciças que terminam suas vidas em explosões de supernovas. Elementos ainda mais pesados nascem nas condições extremas da explosão em si. Sem estrelas morrendo, a vida não seria possível.

Nosso sangue tem ferro na hemoglobina, que é vital para a nossa capacidade de respiração. Precisamos de oxigênio em nossa atmosfera para respirar.

Nitrogênio enriquece o solo do nosso planeta. Sem supernovas, podemos ter planetas gasosos, estrelas e galáxias, mas não carros, vacas, planetas sólidos, seres humanos ou qualquer vida. Nós todos somos filhos de explosões de supernovas.

Em um adulto a água representa 60% de seu peso. Supondo que o peso desse adulto seja de 70kg, então ele possui 42kg de água. A proporção em massa de hidrogênio nesse corpo é de aproximadamente 1/15, ou seja, 2,8kg de hidrogênio. Essa massa representa aproximadamente 4% da massa total do corpo (70kg). Ou seja, podemos dizer que 90-95% (considerando variações nos dados) da massa do nosso corpo é poeira estelar de fato.

As proteínas representam, aproximadamente, 30% da massa do corpo. Nesse caso, 21kg. A proporção em massa de hidrogênio nas moléculas de proteínas varia de 5% a 10%, vamos assumir 10%. Então, a massa de proteínas é de 2,1kg. 2,1kg + 2,8kg = 4,9kg. Valor esse que representa 7% do total (70kg). 7%+4% = 11%. Considerando variações nos dados, ainda continuamos com 90-95% de poeira estelar em nosso corpo.

CONTINUAR LENDO
Compartilhar
Artigo anteriorIdiocracia – ignorância vs. educação
Próximo artigoPseudociências
Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores (2018) pela Universidade de Franca (UNIFRAN); quase-graduado em Licenciatura em Filosofia (2014-2017) pela mesma universidade, faltando apenas o Estágio Supervisionado no Ensino Médio para obtenção do título de graduado; especialista no programa Journey of the Universe: A Story for Our Times (2017-2018) pela Yale University (YU); especializando no programa Fundamentals of Computer Network Security (2018) pela University of Colorado (UC); fundador da Organização Universo Racionalista (UR); colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade (IERFH); membro-estudante da Rede Brasileira de Astrobiologia (RBA). Tem interesse nas áreas de Astronomia, Astrobiologia, Biologia Evolutiva, Física, Filosofia Científica, Ethical Hacking, História da Ciência, Microbiologia, Neurociência, Pentest, Psicobiologia, Segurança da Informação e Sociologia da Ciência. Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes.

Deixe um comentário

7 Comentários em "Você sabia que somos feitos de poeiras estelares?"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Rodrigo
Visitante

“…Porque tu és pó e ao pó voltarás.” (Gênesis 3:19) … Parece que há concordância, não é?

joao de souza
Visitante

Sr. Douglas, jamais se subestime. O senhor tem potencial para romper com os dogmas que o infelicitam. Seja forte.

Carlos
Visitante

Eu já diria o contrário. Tanto a religião como a falta dela ajudam a criar o caráter. Nosso caráter, ou melhor, personalidade, é formado pelo nosso EU inconsciente (ID) o contra-ponto (EGO) que tem como objetivo permitir que os impulsos do ser humano sejam eficientes, e pelas influencias externas (SUPER-EGO), que representa os valores da sociedade. No super-ego se incluí: as interações entre seres-humanos, ou seja, o relacionamento com a família, a escola, o trabalho, os amigos, AS RELIGIÕES, etc. Desses relacionamentos surgirão influencias filosóficas e ideológicas que afetarão a nossa maneira de pensar e ver o mundo.

Alfuego Bacca
Visitante
Parece que o drama está na concepção que temos e teimamos de que somos “separados”. Apesar de não encontrarmos nenhum fenômeno (coisa, elemento) que exista independentemente, do seu próprio lado, pensamos e agimos como se assim o fosse. Por mais que investiguemos, sempre vamos encontrar agregados (conjuntos) de outros fenômenos. Nada existe ” do seu próprio lado” . Quando esgotamos a observação (esgotamos nossa capacidade de observar) dizemos: é ” energia” . Quando conseguirmos agir percebendo-nos ” únicos porém inexoravelmente unos”, as palavras amor, compaixão, solidariedade rimarão com a palavra sabedoria. Talvez seja isso impossível com o nosso atual ”… Read more »
Prof.Kuntz
Visitante
Interessante mas seu comentário considera o Cristianismo para foco de sua descrença em Deus, sendo que as crenças cristãs correspondem a uma crença que tem menos de 1/3 da população mundial e sendo esta uma entre milhares de religiões existentes no mundo. Isso não excluí Deus, uma divindade. Mantendo o foco no Cristianismo, sua análise ainda é superficial, pois se dedica a falar dos 5 primeiros canons, o famoso Pentateuco, referido de forma singela como “velho testamento”. Esses livros são Judeus e não originariamente “Cristão”. Por hora, paro aqui, não por ser religioso, mas por considerar que seus artigos tem… Read more »