É verdade que Einstein era um péssimo aluno na escola?

6
2325

Por Robert FrostMartin Strohmeier
Publicado no Quora

Não, é um mito.

Einstein, ao longo de sua educação de infância, foi um excelente aluno em matemática – sempre o primeiro em sua classe. Quando um rabino mostrou a Einstein um artigo de jornal, em 1935, que dizia que Einstein tinha sido mau em matemática como estudante, Einstein riu e respondeu: “Nunca falhei em matemática. Antes de completar quinze anos, eu já tinha dominado o cálculo diferencial e integral”.

albert_einstein_as_a_child
Einstein com cerca de 14 anos, em 1894.

O mito originou-se na Alemanha, onde o folclore que diz que Einstein era um ”zero à esquerda” em matemática é muito comum. Para entender o porquê, dê uma olhada nos sistemas de classificação e de notas da Alemanha e da Suíça – para onde ele finalmente foi em 1896 a fim de obter um diploma na escola de Aarau:

einstein-boletim
Um ”6” no sistema suíço de notas equivale hoje à um ”10” no sistema brasileiro de notas.

LEGENDA: (Alemanha vs. Suíça)

  • 1 = 6 = Excelente
  • 2 = 5 = Bom
  • 3 = 4 = Suficiente
  • 4 = 3 = Insuficiente 
  • 5 = 2 = Pobre
  • 6 = 1 = Muito fraco

maxresdefault

É exatamente o mesmo sistema apenas espelhado, muito fácil de confundir. Uma nota 1 na Suíça significaria o mesmo que uma nota 6 na Alemanha, ou seja, ambas tinham exatamente o mesmo sistema de classificação (de 1 a 6), o que mudava apenas era o significado de cada número (um oposto ao outro). Na realidade, se você olhar bem o boletim de Einstein, verá que ele tinha marcas perfeitas em álgebra, física e geometria (imagem acima).

É óbvio que esse mito não vai acabar, mas a verdade é que Einstein foi gênio desde o berço. Essa é apenas mais uma história atraente e inspiradora para cada geração de pequenos alunos ou uma forma de consolar pupilos fracassados.

superimagem-megacurioso-90739764005064170

CONTINUAR LENDO
Compartilhar
Artigo anteriorDoping, antidoping e a prática esportiva
Próximo artigoA história inspiradora do primeiro encontro de Neil deGrasse Tyson com Carl Sagan
Ruan Bitencourt Silva
Nativo de Lages, Santa Catarina, eu sou cético, liberal, secularista, humanista, ateísta, roqueiro punk, flamenguista e um fã assíduo da ciência, da música, do esporte, da literatura e da cinematografia. Apaixonado por rock e pelo Universo, sonho em me tornar um guitarrista e astrofísico profissional (e, quem sabe, ser premiado com um Nobel e/ou um Grammy). Sou constantemente inspirado todos os dias por bandas como Nirvana, Legião Urbana e Green Day, por músicos como Kurt Cobain, Renato Russo e Billie Joe Armstrong, e por personalidades históricas como Carl Sagan, Isaac Newton e Albert Einstein. Atualmente ocupo meu tempo compondo músicas, escrevendo textos, lendo, tocando guitarra, e assistindo minhas séries preferidas. Pretendo, nos próximos anos, iniciar um bacharelado no ramo da Física, e após o término deste, construir uma pós-graduação voltada ao ramo da Astronomia. Se por ventura esse plano não der certo, seguirei a carreira como guitarrista e compositor, seja em uma banda completa ou até mesmo em uma carreira solo.