Reiki não funciona

Por Robert Todd Carroll
Publicado no The Skeptic’s Dictionary

O reiki é uma forma de cura energética que se concentra na manipulação do ki, a versão japonesa do chi. Rei significa espírito em japonês, então reiki significa literalmente força vital do espírito.

Como seus colegas na medicina tradicional chinesa que utilizam acupuntura, bem como seus colegas no Ocidente que usam toque terapêutico (TT), os praticantes de reiki acreditam que saúde e doença são uma questão de interrupção da força da vida. A crença em uma força vital, conhecida como vitalismo, era comum no Ocidente até o século XIX. Desde então, o conceito de força vital uniu flogisto, éter e muitas outras ideias obsoletas sobre um monte de lixo de noções científicas descartadas.

A crença no vitalismo ainda é forte na China, Índia (onde a força da vida é chamada prana), África (animismo) e Japão. Cada um acredita que o universo está cheio de algum tipo de energia vital que não pode ser detectada por nenhum instrumento científico, mas que pode ser sentida e controlada, geralmente por pessoas especiais que aprendem esses truques.

Os curandeiros de reiki diferem dos acupunturistas, pois não tentam desbloquear o ki de uma pessoa, mas canalizar o ki do universo para que o cliente ou o paciente seja curado. A canalização é feita com as mãos e, como o TT, nenhuma massagem física é necessária, pois o ki flui através do corpo do curador para o paciente. O mestre de reiki afirma ser capaz de aproveitar a energia do universo e aumentar sua própria energia enquanto realiza uma cura. Os curandeiros do reiki afirmam canalizar o ki de indivíduos doentes ou feridos para “reequilíbrio”. Dependendo do treinamento e das crenças do curandeiro, o reiki é utilizado para tratar uma grande variedade de doenças. Larry Arnold e Sandra Nevins afirmam em O Manual do Reiki (1992) que o reiki é útil no tratamento de danos cerebrais, câncer, diabetes e doenças venéreas. Muitos curandeiros de reiki são mais modestos e tratam problemas menores, como fadiga ou dor muscular. Uma vez fui tratado por um praticante de reiki por uma lesão no pulso. O tratamento não funcionou porque eu não acreditava, ou assim me disseram. Se a cura falha – e inevitavelmente falhará em coisas como o câncer – é porque o paciente está resistindo à energia de cura. A descrença é um dos grandes bloqueios da energia de cura. Há uma razão para isso, que exploraremos abaixo.

O reiki é popular entre os espiritualistas da Nova Era que gostam de “sintonizações”, “harmonias” e “equilíbrios”. Eu li que os curandeiros do Reiki costumavam pagar até US$ 10.000 a seus senhores para se tornarem mestres. O preço caiu e, de acordo com um correspondente, “os preços para o primeiro nível estão em torno de US$ 100, o segundo nível US$ 150-300 e o nível mestre em torno de US$ 600-800”. Outros praticantes afirmam transmitir seus conhecimentos de forma gratuita.

O treinamento de reiki envolve passar por vários níveis de sintonia. É preciso aprender quais símbolos usar, quando chamar a força da vida universal, como curar uma doença emocional ou espiritual e como curar alguém que não está presente.

O reiki foi popularizado por Mikao Usui (1865-1926). Depois de jejuar e meditar por várias semanas, ele começou a alucinar e a ouvir vozes, dando-lhe “as chaves para a cura”.

Funciona? O reiki funciona tão bem quanto qualquer outro medicamento placebo. Ele funciona principalmente pelo poder da sugestão e do condicionamento clássico, os quais podem provocar mudanças fisiológicas no crente ou no cético de mente aberta que pouco sabe sobre medicina energética com placebo. O reiki, no entanto, não terá efeito sobre alguém que acha que o ritual de reiki é um espetáculo supersticioso. Meu curandeiro de reiki esfregou vigorosamente as mãos nas calças antes de acená-las sobre o meu pulso. Ele parece ter produzido um pouco de calor e eletricidade estática, o que eu senti quando ele se aproximou da minha pele. (Como observado acima, o curandeiro, na verdade, não toca o paciente.) Existem muitos tipos de praticantes de reiki, assim como existem muitos tipos de acupuntura. Todos, no entanto, afirmam estar manipulando o ki para ajudar na cura. A evidência para a existência de ki é a mesma que a evidência para sugestão e condicionamento. Aplicando a navalha de Occam, não encontramos nenhuma necessidade do ki para explicar como o reiki funciona.

O reiki ou qualquer outra energia curativa é perigosa? As práticas não são inerentemente perigosas, mas podem ser mortais para pacientes que tentam tratar algo como diabetes ou câncer fazendo com que alguém agite as mãos no ar sobre partes do corpo ou enfie agulhas no pescoço ou na coxa. Leia, por exemplo, a trágica história de Debra Harrison, diabética e cofundadora de um tipo de cura energética chamada Consegrity, que foi efetivamente morta pela sua própria pseudomedicina.

Uma das grandes promotoras da medicina energética, Oprah Winfrey, costuma apresentar o Dr. Mehmet Oz em seu programa de televisão. Oz é casado com uma praticante de reiki.

CONTINUAR LENDO